Conteúdo

Os seis elementos fundamentais na criação de nomes para marcas (Naming)

A Nitrogênio adora dobrar o tempo, o espaço e as demais dimensões para descobrir e criar nomes que lançam seus clientes ao infinito e além. A prova disso é que viemos parar neste Pocket Universe! Porém, não importa em que ponto do Universo estejamos, o bom nome de marca sempre é composto pela aplicação de seis elementos básicos.

Esses são os seis elementos do naming: Posicionamento, Diferenciação, Aparência, Pronúncia, Sonoridade e possibilidade de Registro.

Os Seis Elementos do Naming são pouco conhecidos, ou ao menos pouco aplicados, pelo branding em geral no Brasil. Logo, eles são, na verdade, extraídos do trabalho das mais importantes mentes da área: Catchwords, Eat My Words, One Hundred Monkeys, Forasteiro, entre outras.

Como cada uma dessas empresas, a Nitrogênio estudou as grandes mentes anteriores. Se baseando nos Seis Elementos do Naming, criou os Seis Critérios de um Bom Nome e os Seis Critérios de um Péssimo Nome. Eles podem ser conferidos melhor em outros conteúdos da Nitrogênio.

Bem, para não enrolar mais, vamos à explicação dos Seis Elementos do Naming. Sem a correta aplicação dos mesmos, as chances são do nome ser péssimo, atrapalhar no avanço da empresa e fazer os clientes dormirem. Mesmo a chance de ser nulo e sem graça já é um desperdício de oportunidade.

Po – Posicionamento

O Naming possui duas funções como instrumento de marketing. Uma delas é de transmitir o posicionamento de uma empresa. Através do nome, seja por sua história, aparência, qualquer outra característica, o público deve ser capaz de entender ou sentir o posicionamento da marca.

Muitas vezes esse entendimento será subjetivo. Isso, no entanto, não é um problema. A missão é criar um vínculo emocional com o público que seja coerente com o seu posicionamento e atraí-lo até ti.

Di – Diferenciação

A outra função primordial do Naming é diferenciar uma marca de suas concorrentes. Ela deve se destacar através do nome e através de todo o universo que o nome traz. O que nós queremos aqui é chamar a atenção, não passar batido.

Se o Naming é a ponta da lança de uma marca, a Diferenciação é a engenharia por trás da ponta. Ela serve para definir se a lança atingirá o alvo ou não, independente de quão efetivo é. Essa eficiência dependerá dos outros elementos.

Ap – Aparência

A aparência de um nome é muito mais do que um simples capricho estético. Através da sua aparência, um nome pode se tornar único, transmitir emoções e posicionamento, ser o que causa a diferenciação. Um exemplo clássico de boa aparência é Kijiji.

Kijiji é um site de e-commerce e seu significado é “vilarejo” em Suaíle. Porém, não é exatamente esse o maior feito desse nome. Preste atenção à intercalação de “is” e “js” e veja se não parecem pessoas uma do lado da outra.

Pr – Pronúncia

A tua empresa tem um nome diferentão. Ninguém nunca viu algo parecido na tua área. E rapidamente quem lê se admira pelo nome e entende o que tem por trás dele. Aí o possível cliente vai indicar a empresa para outra pessoa e… bugou. Como se fala mesmo?

Se a pronúncia não for possível por parte do público alvo, se torna mais difícil o nome ser memorável e, bem, tu não queres ser “aquela empresa lá que tem o logo assim”. Tu queres que as pessoas gostem e falem o nome. Que se identifiquem com ele. Sem contar que pronúncias mais diferenciadas reforçam a memorização.

So – Sonoridade

Os sons passam posicionamento. Os sons passam emoções, sentimentos, impressões. Através da sonoridade do nome da tua marca, uma alta identificação pode ser criada. Na verdade, vai além. Quando as pessoas gostam de um som, elas o repetem.

A Sonoridade de uma marca faz a diferença para tornar um nome memorável. Quer um ótimo exemplo de boa sonoridade? Coca-Cola. Perceba que há uma aliteração (repetição de sons), uma rima e um espelhamento com a troca apenas de uma letra (isso já vai pela aparência também). É um nome altamente memorável.

Re – Possibilidade de Registro

O nome mais incrível do mundo que represente com perfeição os outros cinco elementos é tão útil quanto o pior nome jamais criado se alguém já houver registrado antes. Conferir no INPI os registros de marca é a grande peneira do naming.

É quando vemos se acertamos na originalidade ou se alguém usou a palavra antes. Isso é, mesmo que essa pessoa tenha utilizado de forma pobre. Por isso, não se empolgue com opções de nomes antes de conferi-las nas plataformas de conferência de possibilidade de registro junto ao INPI. Na dúvida, chame um advogado.

Manipulação dos Seis Elementos

Mexer com os Seis Elementos do Naming pode ser bastante divertido, inclusive. É fantástico pensar, se baseando no nome e no posicionamento, como aquela marca poderá prosperar. Porém, os bons nomes não surgem simplesmente jogando todos os elementos em um béquer.

Quando um pacote de nomes é contratado, há produção de centenas de ideias para cada opção a mais encomendada. Esses nomes são criados com os critérios, depois filtrados pelos mesmos e, então, apresentados no projeto. É um trabalho bastante extenso.

Se tu quiseres continuar aprendendo sobre Naming, fique atento aos conteúdos da Nitrogênio.

Se tu ficaste com qualquer dúvida ou precise de uma ajuda para criar o nome da tua marca ou do teu produto, dê uma chamada e nós ficaremos feliz em ajudar.

Não te esqueças de nos seguir nas redes sociais:

Instagram | Facebook

E-mail: ligandoonitro@gmail.com

Obrigado!

Talvez você também goste:

Leia mais