Conteúdo

Enriquecimento de dados: qual a importância e como fazer na sua agência?

Uma boa estratégia precisa se basear em informações precisas. Entenda a importância do enriquecimento de dados para desenvolver suas ações!

O enriquecimento de dados é obrigatório na rotina de qualquer agência que queira se dar bem no mercado atual.

Nos últimos tempos, não há quem tenha escapado das discussões sobre avanços tecnológicos como a inteligência artificial e o big data, que alteraram a forma como lidamos com as informações e também com nossas estratégias.

Quando tudo isso começou, ter uma boa base de dados era um diferencial capaz de trazer grandes vantagens, como mais conhecimento sobre os clientes e até mesmo certa previsibilidade para as ações de marketing.

Por outro lado, esse já é o “novo normal” e o diferencial, agora, não é ter essas informações em mãos, mas saber como fazer um bom uso delas.

Pensando nisso, preparamos esse conteúdo para que você entenda o que é o enriquecimento de dados, qual é a importância dessa tarefa e como colocá-la em prática. Pra conferir isso tudo, é só continuar a leitura!

Qual a importância do enriquecimento de dados?

Hoje em dia, já nem parece possível que há alguns anos certos procedimentos fossem feitos sem a ajuda da tecnologia.

Ainda assim, muitos dos recursos que temos disponíveis são bastante recentes e, por isso, é preciso se informar mais para entender como eles podem trabalhar de forma mais eficiente para você.

Com as bases de dados, não é muito diferente. Elas são, basicamente, um conjunto de informações a respeito dos seus clientes, o que significa que são relevantes tanto para a criação de estratégias eficazes quanto para o contato direto com eles.

A partir desses conjuntos já formados e registrados, a busca por essas informações se torna mais ágil e efetiva, o que significa que a agência passa a ter mais tempo para atividades que demandam mais esforço.

Até aí, tudo bem! O problema é que esses materiais que você reúne ao longo do contato com os clientes não são imutáveis. Na verdade, eles podem mudar bastante e com certa frequência.

Um estudo realizado com 250 profissionais de marketing B2B mostra que 49%, ou seja, quase metade deles, não confiam na qualidade de dados de suas empresas. Sem a possibilidade de confiar nessas informações, como elaborar estratégias precisas e eficazes?

É aí que entra o enriquecimento de dados. Esse processo consiste em uma atualização regular, constituída por algumas etapas operacionais, de toda a base de referenciais coletada pela sua agência.

Assim, tudo aquilo que você sabe sobre o seu cliente passa a estar sempre atualizado e coerente, sem correr o risco de utilizar uma informação equivocada para estruturar as suas ações de marketing.

Além disso, o enriquecimento também pode estar ligado à adição de novos referenciais para compreender melhor os seus clientes ou simplesmente para ter uma visão mais detalhada da atuação deles no mercado.

Nesse banco que vai se formando, podem estar presentes muitos elementos, desde meios de contato, localização e CNPJ até o perfil da marca e alguns indicadores.

Conheça os benefícios do enriquecimento de dados para uma agência 

Agora, você já sabe o que é enriquecimento de dados e que essa tarefa faz toda a diferença para que a sua agência não se baseie em informações desatualizadas ou insuficientes para estruturar uma estratégia.

Mas e, na prática, quais são os benefícios que esse procedimento traz para melhorar os seus processos? É isso que a gente responde a seguir:

Melhora a comunicação com o cliente

Um banco de dados confiável e completo pode ser de grande ajuda para o customer success da sua agência.

O raciocínio é, na verdade, muito simples: quanto mais você conhece a sua base de clientes, melhor será a comunicação com eles.

Isso fica evidente, por exemplo, quando você adota uma determinada identidade verbal para interagir com essas pessoas ou mesmo quando programa uma ferramenta de inteligência artificial para atender os visitantes de um site.

Com mais conhecimento, é possível ter também mais personalização.

Mas há também outros momentos em que o enriquecimento de dados não só melhora a comunicação, como é também o que torna ela viável.

É por meio desse procedimento que você pode atualizar pontos importantes como endereços de e-mail, números de telefone e outras informações que localizam o seu cliente como remetente das suas interações.

Aumenta a taxa de conversão

Uma personalização mais eficaz da sua comunicação com o cliente também pode se tornar um sinônimo de aumento da taxa de conversão.

Se você entende qual é o perfil dessas marcas, o que elas esperam da sua agência, quais problemas estão enfrentando e quais são os seus anseios no momento, fica muito mais fácil entregar as soluções de que elas precisam.

Isso vem tanto da oferta do serviço certo quanto da adaptação da comunicação para cada caso específico, que é fundamental e precisa ser levada em conta para melhorar os resultados das suas vendas.

Além disso, ao criar uma base de dados e enriquecê-la continuamente, esse conhecimento começa a ser compartilhado entre todos na sua equipe, já que o banco pode ficar disponível para o acesso dos profissionais da agência.

Dessa forma, todos passam a atuar com um direcionamento mais preciso.

Melhora a produtividade da equipe

A atuação de qualquer profissional é formada por várias atividades, que se complementam para que ele faça as suas entregas para a agência.

Com um bom enriquecimento de dados, todos passam a ter acesso a uma base consistente de informações, que centraliza em um só lugar tudo aquilo que precisa ser considerado ao lidar com determinado cliente.

Esse é um fator extremamente relevante quando falamos em poupar tempo com atividades que não são o centro da atuação do profissional.

Por exemplo, as pessoas responsáveis pelo atendimento ao cliente precisam dessas informações para que possam cumprir sua função principal, que é estabelecer contato com quem contratou a sua agência.

Se esse conjunto de dados já está formado, a preparação para esse contato se torna muito mais rápida, fazendo com que o tempo do profissional seja direcionado ao que realmente importa.

Reduz gastos

Você já deve ter ouvido por aí que manter um cliente custa 5 a 7 vezes menos do que conquistar um novo.

A frase de Philip Kotler, um dos grandes nomes do marketing, se popularizou e ganhou a atenção de muitas pessoas do ramo, justamente porque comprova a importância da fidelização dos clientes de uma empresa ou agência.

Expandir o seu público é sempre uma tarefa fundamental, que deve ser cumprida por meio de uma série de estratégias, desde a produção de conteúdo, otimização de SEO e gestão de redes sociais até a criação de mídias pagas e realização de parcerias.

Vale quase tudo para fazer com que os seus serviços cheguem a mais pessoas.

Por outro lado, essas ações demandam mais tempo e esforço da sua equipe do que procedimentos mais simples, como promover um atendimento personalizado, monitorar a satisfação dos seus clientes e enviar um e-mail para aqueles que não têm feito contato com a sua agência.

Orienta a tomada de decisões

Por fim, não tem como falar das vantagens de um bom enriquecimento de dados sem mencionar a orientação da tomada de decisões.

Esse é um dos grandes saltos que a tecnologia trouxe para os negócios, proporcionando informações que levam a escolhas bem embasadas e diminuem o risco de tomar o caminho errado.

As ferramentas de inteligência artificial, por exemplo, oferecem análises preditivas que fazem com que o futuro das suas estratégias se torne muito mais concreto.

A grande questão é que, para que tudo isso seja possível, é preciso ter em mãos dados de qualidade, que sejam atualizados e completos, proporcionando um embasamento consistente para as suas ações.

Descubra as maneiras de fazer o enriquecimento de dados

Como você pôde ver, colocar esse procedimento na rotina pode trazer diversas melhorias, que contribuem para uma relação mais produtiva com os clientes e resultados mais satisfatórios para a sua agência.

O que falta, agora, é conhecer os meios para fazer isso. Vem ver as nossas dicas de como manter um bom enriquecimento de dados:

Valide as informações dos contatos

Em primeiro lugar, é preciso ter em mente que uma boa base de dados precisa cobrir todos os seus clientes, sem deixar ninguém faltando ou sobrando nos seus contatos.

Verificar quais estão ativos e inativos é essencial para evitar que você vire spam na caixa de entrada de um cliente antigo e também para analisar se tem algum atual faltando na sua agenda.

Além disso, é preciso garantir que os endereços de e-mail e números de telefone que você tem disponíveis, entre outros meios que a sua agência utilize, estejam todos corretos.

Para isso, basta acessar os sites das marcas ou até mesmo utilizar as redes sociais, que podem ter essas informações disponíveis de forma prática.

Também vale a pena usar esse momento inicial para entender quais desses contatos são promissores e podem render boas oportunidades para a sua agência.

Até mesmo os contatos inativos, por exemplo, com quem você já não interage mais, podem representar uma boa oportunidade para o remarketing.

Determine os dados essenciais para as suas estratégias 

Para se dar bem no mercado digital, boas estratégias são indispensáveis.

Assim, o enriquecimento de dados é uma tarefa que precisa ser pensada a partir desse princípio, para que você não finalize o procedimento cheio de informações irrelevantes sobre os clientes, que não agregam nada à sua atuação.

Da mesma forma, é preciso ter uma visão atenta durante esse processo, para garantir que nada passe em branco.

Por isso, é importante considerar todos os tipos de dados que você pode coletar sobre os clientes e então verificar quais deles são úteis para a sua estratégia. Para isso, você deve levar em conta as diferentes categorias de informações. Alguns exemplos são:

  • demográficas: localização,
  • sociais: profissão, escolaridade, uso de redes sociais, hobbies, interesses, renda presumida,
  • empresariais: ramo de atuação, status do CNPJ, capital social,
  • comportamentais: preferências de canais de atendimento, engajamento com as campanhas.

Identifique a ferramenta ideal para fazer o enriquecimento de dados

Lembre de usar a tecnologia a seu favor! Hoje em dia, é bem fácil encontrar ferramentas disponíveis na internet, que ajudam a enriquecer o banco de dados da sua agência, desde a etapa de análise dos contatos até a busca e categorização das informações.

Por outro lado, esse não é o único instrumento indicado para atualizar e otimizar as informações dos seus clientes.

Um formulário de cadastro para receber materiais como e-books ou infográficos, por exemplo, pode ser de grande ajuda na hora de verificar os seus contatos.

Além disso, também é interessante investir em métodos mais personalizados, como ligações e até mesmo a realização de eventos, sejam eles presenciais ou online, que dão à sua agência a oportunidade de falar diretamente com os clientes para fazer a checagem dos dados.

Assim, para escolher um bom método, o mais importante é analisar quais deles estão mais alinhados à sua estratégia e, considerando o perfil de quem contrata seus serviços, quais podem trazer os melhores resultados.

Mantenha a sua base de contatos sempre atualizada

No dia a dia de trabalho da agência, é claro que é difícil realizar todas essas etapas com frequência.

A verdade é que tarefas como validar as informações dos clientes e segmentá-las conforme a sua estratégia podem ser feitas de forma mais periódica, desde que você consiga fazer uma boa manutenção do seu enriquecimento de dados.

Por exemplo, se você concluir todos esses passos hoje e alguém alterar um e-mail amanhã, não espere a próxima atualização do banco para informar essa alteração.

Dessa forma, o seu conjunto de dados se mantém sempre atualizado e a manutenção pode se tornar menos frequente, mesmo precisando ser regular. Além disso, um bom software especializado pode ajudar nessa tarefa.

Estimule o cliente a continuar o contato com a empresa

Para que esse processo se torne contínuo, é importante pensar em estratégias que ajudem você a continuar enriquecendo seu banco de dados de forma espontânea.

As calls to action (CTAs), por exemplo, são um ótimo jeito de coletar os contatos atualizados dos seus clientes, além de também ajudarem a expandir sua base de leads.

Assim, vale a pena finalizar seus conteúdos com CTAs que sejam convidativas e instiguem o leitor a realizar alguma ação em troca de um contato. O mesmo vale para qualquer outro tipo de CTA, até mesmo nas suas landing pages.

Esse é um jeito simples e muito eficiente de continuar alimentando o seu banco de dados, além de ser um recurso que já é bastante explorado. Com essa nova função, ele apenas ganha uma utilidade a mais nas suas estratégias.

E, agora que você já sabe tudo sobre esse assunto, é só colocar a mão na massa e aproveitar as vantagens de manter os dados dos seus clientes em dia.

Para saber mais sobre outros temas relacionados ao mundo do marketing, a newsletter da Agência de Bolso é o melhor jeito de ficar por dentro de todas as novidades desse ramo que está sempre se atualizando.

Todas as segundas-feiras enviamos para nossos assinantes um e-mail com um resumão de tudo que aconteceu no mundo Social Media na semana anterior (nada de spam!). Acesse o site e assine a nossa newsletter!

Talvez você também goste:

Leia mais