Notícia

Facebook publica pesquisa sobre o uso de mensagens diretas no comércio

A troca de mensagens de texto tem aumentado nos últimos anos e os principais mensageiros do mercado já superam, em número de usuários ativos, as maiores redes sociais do mundo. Sendo assim, é naturam que as marcas passem a explorar essa tendência e direcionar seus esforços de marketing para esse canal.

Entendendo o movimento do mercado, o Facebook realizou, em parceria com a Boston Consulting Group, um estudo detalhado que entender a relação dos usuários de nove mercados com o uso de mensagens de texto.

Você pode ler o estudo completo clicando aqui.

Na primeira parte do estudo, o Facebook procurou descobrir o que, especificamente, os usuários estão procurando ao entrar em contato com as empresas. E chegou a seguinte conclusão:

  • 45% querem saber informações sobre produtos ou preços
  • 35% procuram respostas instantâneas a qualquer momento
  • 33% buscam uma maneira facilitada de comprar
  • 31% querem um aconselhamento personalizado
  • 30% querem negociar preços ou condições especiais

Como você pode observar, embora exista uma distribuição bastante grande dentre as opções, a busca por informações sobre produtos e preços ainda representa a maior necessidade dos usuários. Esse pode ser um caminho interessante a ser explorado por bots nos próximos anos.

A pesquisa também destaca que as pessoas preferem quando a interação ocorre através das plataformas que elas já utilizam. Quando perguntados sobre onde eles buscam essa interação, metade dos compradores disse fazer isso por meio de mídias sociais e mensageiros. Segundo a pesquisa, 90% dessas ações ocorrem nas plataformas do Facebook (Facebook, Messenger, WhatsApp ou Instagram).”

Abaixo, resumimos outras conclusões interessantes que o estudo conseguiu apontar:

A troca de mensagens pode criar novos compradores

A venda por mensagens diretas não é exclusividade das novas gerações. A pesquisa revelou que no Vietnã, por exemplo, são as gerações mais velhas que lideram o movimento de compras por mensagens direta. Imagine que uma avó vietnamita pode achar confuso a utilização de sites de comércio eletrônico, mas se sente confortável em conversar com um vendedor que a guie até concretizar a venda.

A conversa pode motivar os compradores a gastar mais

E se as pessoas já estiverem comprando? Uma boa conversa pode fazê-las gastar ainda mais. Segundo o estudo, o relacionamento contínuo entre vendedores e compradores permite recomendações personalizadas e assertivas. Essas tentativas direcionadas, quando aplicadas no momento certo, podem motivar o usuário a gastar ainda mais dinheiro com o comércio eletrônico.

A troca de mensagens é o futuro do comércio

Cerca de 67% dos compradores pesquisados ​​dizem que planejam aumentar ou manter seus gastos com compras online no próximo ano, mostrando que a abordagem está em ascensão em vários países ao redor do mundo.

Junto ao estudo, o Facebook também publicou um mini guia com três etapas para criar mensagens de sucesso. Você pode baixar clicando aqui.

Fonte: Blog Oficial do Facebook

Talvez você também goste:

Leia mais