Notícia

Apple lança oficialmente o iOS 14.5 que inclui os prompts de rastreamento de dados dos apps

A Apple anunciou ontem o lançamento oficial do iOS 14.5, que conta com novas opções de desbloqueio de telefone, inclusive para quando os usuários estão de máscara, várias opções de voz atualizadas para a Siri e também os polêmicos novos prompts de alerta de rastreamento de dados de aplicativos.

Sobre esses, a Apple explica: “A transparência de rastreamento de aplicativos exige que os aplicativos obtenham a permissão do usuário antes de rastrear seus dados em aplicativos ou sites de propriedade de outras empresas para publicidade, ou compartilhar seus dados com corretores de dados. Os aplicativos podem solicitar permissão aos usuários e, em Configurações, os usuários serão capazes de ver quais aplicativos solicitaram permissão para rastrear, para que possam fazer alterações em suas escolhas a qualquer momento”.

Essa nova configuração já estava em desenvolvimento há algum tempo, e a Apple já havia anunciado a atualização em junho de 2020 – desde então, várias empresas se opuseram publicamente à nova abordagem, destacando que ela teria impactos significativos no marketing digital e na eficácia dos anúncios online.

O Facebook foi uma dessas empresas que se opôs, lançando inclusive uma campanha com anúncios em jornais, dizendo que com essa mudança os custos de anúncios para pequenas empresas ficariam muito elevados, colocando a Apple como vilã do caso. Essa, em contrapartida, se posiciona como uma empresa que coloca mais controle nas mãos dos indivíduos, e que com as novas configurações está oferecendo mais transparência e controle sobre seus dados aos usuários. Nós falamos sobre essa “guerra” um tempo atrás e quais os principais argumentos de cada lado.

Os pontos colocados pela Apple fazem sentido, mas o consenso geral é de que sim, serão sentidos impactos como resultado dessa atualização. Não só o Facebook publicou uma lista das mudanças que está fazendo como resultado do lançamento do iOS 14.5, como o TikTok compartilhou uma visão geral dos efeitos que podem surgir em relação aos anúncios e outras plataformas (como Twitter e Snapchat) vêm divulgando informações sobre as alterações que podem acontecer e como os parceiros de publicidade podem se preparar.

No momento, o complicado é que ninguém sabe exatamente quais serão esses impactos, inclusive porque não se sabe ainda quantos usuários vão optar por não fazer o rastreamento de dados quando os prompts aparecerem a eles. Estimativas da indústria sugerem que a maioria das pessoas optará por não participar, mas só o tempo dirá.

Alguns experimentos até indicaram que os efeitos podem não ser tão significativos quanto o previsto, mas de qualquer forma, haverá impactos. Aos profissionais de marketing digital, a dica é ficar de olho no desempenho de suas campanhas e observar quaisquer mudanças significativas. Enquanto isso, as empresas envolvidas também devem procurar atualizar seus processos de coleta de dados para mitigar quaisquer perdas potenciais. Vamos observando.

 

Fonte: Social Media Today

Talvez você também goste:

Leia mais