Notícia

Novas ferramentas de segurança para adolescentes no Instagram

Novos recursos estão sendo implementados para proteger a segurança de usuários mais jovens de adultos mal-intencionados, e quem sabe eliminar o comportamento predatório dentro da plataforma.

Provavelmente o mais importante deles é uma restrição, ou uma série de restrições, que impedirão adultos de enviar mensagens a qualquer usuário menor de 18 anos que não os siga:

“Quando um adulto tenta enviar uma mensagem para um adolescente que não o segue, ele recebe uma notificação de que não é possível enviar uma mensagem para ele. Esse recurso depende do nosso trabalho para prever a idade das pessoas usando a tecnologia de aprendizado de máquina e a idade que as pessoas informam quando se inscrevem”.

Essa observação final da empresa é interessante, afinal, tecnicamente menores de 13 anos não podem ter uma conta pessoal no Instagram, mas é claro que existem maneiras de contornar isso. Assim como adultos mal intencionados ainda poderiam evitar as restrições entrando também com uma idade falsa.

É por isso que essa declaração do Instagram é tão relevante – a empresa está procurando implementar novas ferramentas e processos de detecção para encontrar pessoas que podem estar usando a plataforma para fins errados.

Além disso, o Instagram está migrando para troca de mensagens com criptografia de ponta a ponta, que apesar de todas as suas vantagens em termos de privacidade do usuário, acaba fornecendo proteção adicional a predadores, já que nem autoridades policiais podem acessar essa troca. A empresa diz estar ciente dessa limitação e que está trabalhando para estabelecer recursos que possibilitem a proteção dos usuários mais jovens, sem acessar o conteúdo das DMs.

Outros recursos relacionados são:

  • Prompts de alerta na mensagens, para encorajar os mais jovens a serem cautelosos em conversas com adultos aos quais já estejam conectados: “Avisos de segurança em DMs notificarão os jovens quando um adulto que exibe comportamento potencialmente suspeito estiver interagindo com eles em DMs. Por exemplo, se um adulto estiver enviando uma grande quantidade de solicitações de amigos ou mensagens para menores de 18 anos, nós usaremos esta ferramenta para alertar os destinatários de suas DMs e dar-lhes a opção de encerrar a conversa ou bloquear, denunciar ou restringir o adulto”.
  • Restrições para adultos que têm apresentado comportamento potencialmente suspeito para interagir com adolescentes”“Isso pode incluir coisas como restringir esses adultos de ver contas de adolescentes em ‘Usuários sugeridos’, impedindo-os de descobrir conteúdo adolescente no Reels ou Explorar e ocultar automaticamente seus comentários em postagens públicas de adolescentes”.
  • Encorajar os adolescentes a estabelecer parâmetros de privacidade para suas contas, com novos alertas e prompts para destacar os benefícios.
  • Um novo guia para ajudar os pais a entender melhor como podem proteger seus filhos na plataforma.

O guia tem 50 páginas e foi criado em colaboração com The Child Mind Institute e ConnectSafely. Ele inclui explicações sobre os vários recursos de privacidade e segurança da plataforma e dicas e iniciadores de conversa para ajudar os pais a falar com seus adolescentes sobre sua presença online.

Esse não é o primeiro guia desse tipo que a plataforma lança, mas ele é mais abrangente, com visões gerais detalhadas sobre mais elementos de segurança da plataforma, incluindo as atualizações mais recentes. Por enquanto, versões localizadas foram lançadas apenas para EUA, Argentina, Brasil, Índia, Indonésia, Japão, México e Cingapura, mas o Instagram disse que logo disponibilizará versões para mais regiões.

A versão brasileira pode ser acessada aqui.

 

Fonte: Social Media Today

Talvez você também goste:

Leia mais