Notícia

TikTok lança Centro de Informações próprio, para conter rumores sobre o aplicativo

Com os rumores e a desinformação sobre o TikTok proliferando em Washington e na mídia, vamos esclarecer as coisas” – essa é a mensagem no novo site que a plataforma lançou, numa nova ofensiva que acontece quase duas semanas depois que Donald Trump assinou uma ordem executiva exigindo que a empresa controladora da TikTok, a ByteDance, com base na China, vendesse suas operações nos EUA até 20 de setembro – prazo que agora foi estendido para 12 de novembro.

O novo Centro de Informações aponta que os dados vinculados aos usuários do TikTok nos Estados Unidos são armazenados na Virgínia com backup em Cingapura e incluem um sistema que possui “controles rígidos sobre o acesso dos funcionários“. Também afirma que “nunca forneceu quaisquer dados de usuários dos EUA ao governo chinês, nem o faria se solicitado. Qualquer insinuação em contrário é infundada e flagrantemente falsa”. Ainda são oferecidas mensagens sobre questões de concorrência e transparência, combate à desinformação e interferência eleitoral e o roteiro de segurança da TikTok, com uma lista de perguntas frequentes também incluída.

Junto com o lançamento do site, o TikTok criou uma conta no Twitter, com o mesmo objetivo de ajudar a combater o que diz serem acusações infundadas de que o aplicativo é um risco para a segurança dos EUA. O primeiro tweet do perfil @TikTok_Comms vinculou uma entrevista recente concedida pelo diretor de informações e segurança, Roland Cloutier, sobre como está tornando o TikTok “seguro, protegido e transparente para nossa comunidade global“.

 

Centro de Informações do TikTok: The Last Sunny Corner of the Internet

Fonte extra: Digital Trends

Talvez você também goste:

Leia mais