Notícia

TikTok – pitch para anunciantes, algorítimo, conteúdo educacional e uso de dados da área de transferência do usuário

O TikTok continua aparecendo nas notícias de mídias sociais, seja por seus investimentos em novidades e lançamentos, ou então pelos problemas de segurança ou invasão de privacidade. Semana passada, por exemplo, compartilhamos aqui o anúncio do TikTok for Business. Mais algumas questões pertinentes sobre aplicativo estão sendo discutidas e trouxemos as principais e recentes aqui:

Pitch para anunciantes

Aproveitando a vantagem de estar chegando por último no mercado, o aplicativo está enfatizando seu diferencial em relação à forma como os rivais mais antigos foram ao mercado, prometendo ser mais transparente no desempenho de seus anúncios e insistindo que é um porto seguro para os gastos dos profissionais de marketing.

Na semana passada iniciou uma campanha para desmistificar o que torna a plataforma única e valiosa para marcas na Europa e nos EUA. O portal DigiDay trouxe um resumo de como o último discurso do TikTok busca convencer os anunciantes a se engajar com suas propostas de publicidade – e nós compartilhamos aqui com vocês.

Buscando deixar claro que não é como as outras redes sociais, a empresa apresentou seus argumentos em 5 pontos:

  • O TikTok tem se tornado uma plataforma para o ativismo social, em um momento em que rivais como o Facebook são acusados ​​de ser contra. “O ativismo é bem-vindo na plataforma”, disse Stuart Flint, chefe da Europa, soluções globais de negócios. “A hashtag Black Lives Matter está em alta, com mais de 12,2 bilhões de visualizações.”
  • Plataformas como Facebook e Google são acusadas de serem bastante restritivas na forma como os anunciantes avaliam os anúncios, e Flint diz que o TikTok será o mais flexível possível. Estão sendo desenvolvidas parcerias com empresas de pesquisa, enquanto testes beta estão sendo executados com empresas de medição de terceiros. “Definitivamente não vamos marcar nossa própria lição de casa”.
  • O TikTok está se posicionando como um porto seguro para anúncios pois oferece conteúdo mais positivo e estimulante (em meio a um fluxo enorme de notícias contundentes). É conhecido principalmente pelos vídeos divertidos, mas também está trabalhando em um canal de conteúdo educacional em diversas regiões. Ao mesmo tempo, promove integrações com empresas de verificação de anúncios, além de desenvolver sua própria tecnologia de moderação de conteúdo e equipes de segurança de marca em 20 mercados.
  • As campanhas mais populares do TikTok são as que os usuários alimentam. Os anunciantes estão sendo incentivados a pensar em como eles aproveitam o algoritmo do aplicativo, que seleciona conteúdo específico para os gostos de cada usuário e, posteriormente, aumenta as chances de eles verem as campanhas nas quais desejam participar.
  • O que acontece no TikTok não fica lá. Executivos comerciais estão tentando posicionar o aplicativo como ponto de partida para campanhas de mídia social que depois se espalham para outras plataformas. “O conteúdo do aplicativo é publicado regularmente em todos os principais canais sociais, indo muito além de nosso próprio público”, disse Trevor Johnson. chefe de marketing da divisão de soluções de negócios globais da TikTok na Europa. “Como resultado, o TikTok tem um potencial incomparável de tecer marcas no tecido de uma cultura mais ampla e criar tendências”.

Até recentemente a empresa não possuía infraestrutura de mercado local para agradar anunciantes e agências, mas uma parte importante de seu argumento foi a já citada criação do TikTok for Business, que funciona como um portal para que profissionais de marketing possam entender os diferentes formatos de anúncios oferecidos e obter dicas de como gerenciar campanhas. Os compradores de mídia veem essas mudanças como um ponto de virada.

Ainda assim, os estudos de resultados de aumento de marca na plataforma são limitados, visto que poucos anunciantes os contrataram. Também existe um certo receio sobre esses estudos, que trazem aumentos de marca incrivelmente altos. Mesmo sendo de empresas conhecidas, parecem não se alinhar com outras plataformas e seriam irrealistas de alcançar. O TikTok afirma estar trabalhando para reforçar cada vez mais esses relatórios.

Algorítimo

Para explicar um pouco melhor sobre como seu algorítimo funciona, a plataforma fez um post sobre como faz a recomendação de vídeos no #ForYou. “Embora seja provável que um vídeo receba mais visualizações se publicado por uma conta com mais seguidores, em virtude dessa conta ter construído uma base maior de seguidores, nem a contagem de seguidores, nem se a conta teve vídeos anteriores de alto desempenho, são fatores diretos no sistema de recomendação”.

Ao contrário do Instagram e outras redes de mídia social, os vídeos de pessoas não famosas podem se tornar virais rapidamente no TikTok, porque a contagem de seguidores e o desempenho passado não são sinais usados pelo algoritmo. Isso significa que há muito mais oportunidades para a descoberta – e para qualquer pessoa, incluindo marcas, chegar no #ForYou.

Conteúdo Educacional

O TikTok está pagando universidades, instituições de caridade e outros para criar vídeos educacionais profissionais para a plataforma. O #LearnOnTikTok, que já acumulou quase 8 bilhões de visualizações, é uma forma de aposta a frente, investindo em parceiros e criadores de conteúdo com uma variedade de conteúdo profissional.

Esse formato, que está sendo chamado de “micro aprendizagem” já se mostrou de alto potencial, e também aborda o gênero de instruções (ou os how-to), que se tornou um dos pilares do YouTube. Uma pequena amostra: um vídeo do Tastemade sobre “Como cortar uma cebola como um chef” está em exibição no TikTok há cerca de um mês e recebeu mais de 20 milhões de visualizações, 3,6 milhões de curtidas, 12,1 milhões de comentários e quase 50 mil compartilhamentos. As estatísticas na versão do YouTube desse vídeo, que está em exibição há mais de um ano: 19 mil visualizações, 595 curtidas e 34 comentários.

Uso de dados da área de transferência do usuário

A última atualização do iOS expôs um recurso do TikTok que lê dados da área de transferência nos dispositivos do usuário enquanto eles usam o TikTok. O processo funciona assim: quando você tem algo que copiou de outro lugar (como um trecho de texto ou uma URL), ele fica na área de transferência e pode ser colado em outro aplicativo. Mas mesmo que não seja colado no TikTok, enquanto estiver aberto no seu aparelho (mesmo que em segundo plano), ele tem acesso a essa informação.

Na verdade, uma variedade de aplicativos utiliza a mesma funcionalidade, para que eles possam verificar se o que você está pronto para colar pode ser relevante para o que você está fazendo nesse aplicativo. Na prática provavelmente não é uma grande questão, mas perceptivamente não passa sensação de segurança.

A empresa controladora da TikTok, a ByteDance, com sede em Pequim, havia dito no início deste ano que planejava parar de acessar as áreas de transferências dos dispositivos, mas não deu uma data para tal. Um porta-voz do TikTok disse na sexta-feira que havia enviado uma atualização para a App Store para remover o recurso, descrito como uma medida “anti-spam”. De acordo com a empresa, esse recurso nunca foi introduzido nos dispositivos Android.

Fontes: Marketing Land, DigiDay, The Verge, Social Media Today

Talvez você também goste:

Leia mais